.mais sobre o GFACR

.pesquisar

 

.Setembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Batata Quente - Bernardo ...

. Corridas Com Cheiro a Sam...

. Batata Quente - Alberto C...

. Batata Quente -César Nova...

. Batata Quente - Bernardo ...

. Batata Quente - Luís Palh...

. Batata Quente - Tiago Rib...

. Batata Quente - Francisco...

. Batata Quente - Francisco...

. Batata Quente - Guilherme...

.arquivos

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Novembro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds

Quinta-feira, 22 de Dezembro de 2005

Batata Quente - Daniel Pedro

nazaré13set03-Dani[1].Vinhais.jpg
Caros amigos e leitores, 

Em primeiro lugar quero vos transmitir o orgulho que é receber esta “batata quente” do meu grande amigo Nuno Vinhais e desejar-lhe toda a sorte do mundo e que Deus nos acompanhe nesta nova fase do grupo e das nossas vidas! 


Neste texto vou fazer referência a algumas situações que já foram escritas por outras pessoas, mas para mim não fazia sentido se eu não falasse delas e como tal, peço desde já desculpa se me tornar repetitivo. 


Sucesso da “Batata Quente” 


Gostava de fazer uma pequena referência à nossa “Batata Quente”. Estou absolutamente fascinado com o conteúdo dos textos já escritos por outros amigos, mas sobretudo noto que havia uma vontade imensa de escrever e desabafar sobre os assuntos que para a grande maioria de nós se tornam pensamentos diários e que já estão ligados às nossas vidas. É obvio que o blog se tornou numa forma diferente de comunicar e por vezes aqui transmitimos os nossos sentimentos de uma forma mais clara e explícita. Facto que por diversas razões se torna difícil nos discursos nos nossos jantares, para algumas pessoas. Mas acho esta iniciativa de louvar e acredito sinceramente que é uma nova forma de comunicação do nosso grupo e desde já tiro o chapéu a todos os que tiveram a ideia e que estão todas as quintas-feiras a contar os segundos para ver quem paga as garrafas… Eu não me esqueci do que prometi e no próximo jantar vou levar uma! 


Apenas faço aqui uma sugestão, que pode tornar o nosso blog ainda mais interessante. Já todos percebemos que várias pessoas que não estão directamente ligadas ao grupo consultam frequentemente o blog e eu acho, como já alguém referiu num comentário, umas fotografias podiam dar outra expressividade e ilustrar de outra forma tudo o que aqui escrevemos. Acho que todos os que escrevem podiam enviar juntamente com o texto uma fotografia, uma imagem, um desenho, aquilo que quiserem. É uma pequena sugestão que fica ao critério de quem escreve… Eu vou enviar! 


Difícil temporada 05 


No seguimento da temporada passada, não posso esquecer de forma alguma o nosso amigo Frederico Casimiro, que deu mais uma vez o exemplo máximo de entrega para com o grupo, mas sobretudo para com os amigos! O Fred sempre foi um exemplo máximo para mim e apesar de não ser um forcado da cara, que eu sei que mais facilmente se tornam ídolos dos mais novos, sempre me ensinou os valores deste grupo de uma forma notável e rapidamente se tornou num dos expoentes máximos do GFACR! Não nos vamos esquecer que o Fred já deixou de pegar, mas numa altura extremamente difícil para o grupo deu o passo em frente! Sei que outras pessoas também estavam disponíveis para dar o passo e como tal só posso agradecer a todos e em especial ao Fred! 


Não queria falar muito sobre a temporada passada, mas acredito que foi muito importante para o grupo. Apesar de tudo o que aconteceu, acho que podemos tirar proveito e aprender muitíssimo por diversos pontos de vista. Pelo menos eu tenho reflectido e salvo as lesões que surgiram acho que demos um passo gigante na coesão do grupo, aprendemos a acreditar em todos e de forma alguma existem elementos “titulares” ou “suplentes”... Todos fazem falta e os problemas vão sempre ser resolvidos! Desejo assim as melhoras para todos os que continuam a recuperar das suas lesões e acredito que para o ano a história vai ser escrita de outra maneira! 


Nova fase do GFACR 


Sinto-me um privilegiado por escrever numa altura como esta. Já escreveram muitos elementos deste grupo (e que elementos), e elevaram muito a fasquia. Mas agora que o grupo entra numa nova fase da sua existência, gostava de referir algumas coisas que me parecem pertinentes e importantes. 


“Os forcados, esses valorosos e corajosos homens que saltam para a arena envergando a jaqueta das ramagens e com as mãos vazias e a alma cheia, executam a difícil arte de pegar toiros!” 


Esta simples frase descreve de uma forma peremptória o que é ser forcado e neste pequeno texto nós (GFACR) sabemos integralmente o que é pegar de “alma cheia”! É isto que nos faz continuar aqui, é isto que faz de nós únicos! Mas não nos vamos esquecer de uma coisa fundamental e que vem na nossa Carta Nobre… “O cultivar e desenvolver de um ambiente de diversão e bem-estar”. O que eu quero dizer com isto é muito simples… apesar de todas as dificuldades e perigos que um forcado está sujeito, fá-lo pelo nome da amizade e fá-lo também porque não existe ambiente de bem-estar e de diversão em actividade alguma como no nosso grupo! Por isso dizemos que é a nossa segunda família. Isto retrata e de que maneira o espírito do GFACR. 


Mas escrevi este último parágrafo e sublinhei o ponto da nossa Carta Nobre com um objectivo… alertar para o novo momento que o grupo vai viver. E alerto por uma razão… Este desenvolvimento do bem-estar e da diversão tem que ser assegurado por nós e sobretudo tem que ir ao encontro de todos. Só depois vem a arte de pegar toiros… E como escreveu, e muito bem, o meu padrinho Óscar: “somos um grupo de amigos que por acaso pega toiros”! São estes princípios de grupo que nos vão guiar e orientar nesta nova fase. Não podemos esquecer a razão da existência deste grupo, e fundamentalmente não podemos esquecer do que queremos que este grupo seja no futuro.  


Todos nós somos diferentes, apesar de muitos de nós regermo-nos pelos mesmos princípios e valores, mas não podemos de forma alguma questionar o valor de cada pessoa no grupo. Um grupo é constituído, não por uma, mas sim por conjunto de pessoas e todas são ou foram importantes numa determinada altura ou fase do grupo e é isso que vai continuar a acontecer no futuro… apenas as pessoas vão ser outras, mas o importante é o grupo manter os seus princípios ao longo da sua existência! E não nos podemos esquecer de quem já passou pelo grupo e que deu muito para aquilo que temos hoje… Sem eles nós não estaríamos aqui a escrever e seríamos certamente pessoas diferentes, com outro modo de encarar a vida! 


Por tudo isto sugiro a todos que ainda não conhecem muito bem a nossa Carta Nobre, que a leia porque o nosso Cabo fez o favor de a publicar mais uma vez no seu texto! 


E para que tudo o que fiz referência, que espero não ter sido demasiado chato e repetitivo, faça sentido, a força da amizade e da verdade têm de superar todas as situações que possam surgir, tanto dentro como fora de praça! 


Próximo batateiro…


Esta foi, para mim, a parte mais difícil, pois gostava de passar a “ batata quente” a várias pessoas que julgo cheias de vontade de escrever algumas palavrinhas… 


Mas como todos vão poder, mais tarde ou mais cedo, escrever o que lhe vai na alma, decidi dar agora a palavra ao meu amigo “ Inspector “ Marco Cruz que fez parte da mesma colheita que eu e tem vivido de uma forma intensa o pior que um forcado pode viver… as lesões! 


Desejo a todos um Santo Natal e um 2006 cheio de sucesso e saúde! 


Pelo GFACR, venha VINHO!!! 


Um forte abraço, 


Daniel Pedro

publicado por cid às 23:57

link do post | comentar | favorito
|
10 comentários:
De Nuno Serrenho a 29 de Dezembro de 2005 às 11:48
Grande Dani, desde já os meus parabéns pelo teu texto, de facto não há muito mais a acrescentar ao que os nossos amigos já comentaram, apenas gostaria de acrescentar que o teu exemplo enquanto forcado, homem e especialmente como amigo, é o que faz de ti uma pessoa de verdadeira excepção, isso obviamente é reflectido na forma como entendes e sentes o nosso Grupo. Grande Abraço, Nuno Serrenho
De Carlos Sequeira a 27 de Dezembro de 2005 às 13:03
Grande Dani, como sempre bastante atento e muito coerente com tudo o que se passa no nosso grupo. Bonitas palavras que dirigiste ao Fred, mas também foi bonito o facto de teres realçado a disponibilidade de outras pessoas, que também tiverem um grande gesto numa altura tão dificil para todos nós. Quanto ao resto – excelente.
De Francisco Calado a 26 de Dezembro de 2005 às 10:49
Bem Daniel, um óptimo texto, que vai de encontro ao espírito que é constantemente procurado no nosso Grupo. Espero que já te sintas em boas condições, pois estamos quase a começar uma nova época e é necessário esse espírito tanto fora como dentro da praça. Um grande abraço
De scar Carvalho a 26 de Dezembro de 2005 às 09:26
Grande Dani,mais um grande texto, cheio de conteudo, frisando uma parte de grande importância que é o cultivar do bom ambiente e bem estar do Grupo. Pela tua maneira de ver e sentir o Grupo e principalmente pela tua atitude dentro e fora de praça és sem duvida um enorme forcado. Um abraço
De Frederico Casimiro a 23 de Dezembro de 2005 às 22:18
Grande Daniel, foi com muita satisfação que li o teu texto e que confirmou o teu crescimento como pessoa e forcado (que eu não tinha duvidas). Em relação a mais uma vez ter sido elogiado em relação a minha aitude só posso responder o costume, foi por voçês e graças a voçês que me voltei a fardar... Em relação ás garrafas de wisky, já começo a ficar preocupado pois já estou a dever três (uma pelo Blog e duas por...)
Grande abraço e Feliz Natal.
De Pedro Leite a 23 de Dezembro de 2005 às 17:19
Grande Dani Boy,

Penso que este teu brilhante texto tem a particularidade de fechar um ciclo e iniciar outro no teor dos textos da "batatada". És um grande Forcado e um grande pensador da causa do Grupo. GRANDE ABRAÇO E FELIZ NATAL
PLeite
De bernardo Mendia a 23 de Dezembro de 2005 às 16:17
Também tu tinhas umas coisas por dizer... e que bem que as disseste!! Com referências destas o GFACR pode orgulhar-se do caminho percorrido - continuem a sair assim que ninguém nos para! Fico agora à espera de ler umas palavras do nosso querido inspector; acho bem que o tenhas entalado; um gajo que chumba amigos não merece outra coisa. Aquilo da fotografia tb foi boa ideia, mas atenção Cid, Carvalho e companhias trata-se de fotos de toros!!!!!!!!!! Entretanto, um bom Natal para todos e abraços para a malta.
De Nuno Vinhais a 23 de Dezembro de 2005 às 12:58
Grande Dani, sentes imenso o nosso Grupo e sabes perfeitamente o que é certo e é errado. Foi isso que demonstraste no teu texto. Com a tua preponderancia no Grupo e com a tua maneira de ser, é bom que cada elemento que entre no nosso Grupo absorve de ti essa filosofia de Grupo.
Grande abraço para ti e Feliz Natal para todos os nossos amigos e leitores deste blog.
De Nuno Morgado a 23 de Dezembro de 2005 às 00:54
Grande Dani,
Em primeiro lugar quero agradecer-te toda a generosidade que tens tido para com o nosso Grupo, dentro e fora de praça. O que tens dado a este Grupo tem sido em muitos casos simplesmente admirável. Em segundo lugar quero felicitar-te por estas palavras que tocam algo de essencial… o “bem estar e bem se sentir” no centro da construção do nosso Grupo. Muitíssimo pertinente esta tua intervenção. Particularmente relevante é a referencia que fazes ao bem estar de todos, sem excepção. Num Grupo a sério como o que procuramos construir, todos são importantes e todos fazem falta, tal como referes. Mantendo este espírito vigente que tu e tantos outros vivem e vão transmitindo a quem chega, toca-se cada elemento de forma especial, assegurando assim também um presente e um futuro especial.
No que concerne aos valores, eu diria mesmo que é na medida em que certos valores são comungados por todos, sem excepção, que começamos a entender como edificar e preservar a união deste Grupo, que queremos grande.
Um grande abraço, com os meus melhores desejos de um santo natal para ti e para todos, elementos do Grupo, suas famílias e leitores do nosso blog.
Nuno Morgado
De Sandokan a 23 de Dezembro de 2005 às 00:15
Sim senhor, aprovado com distinção!!!! Dani não se trata de ser repetitivo ou não, mas sim dizer o que sentes... assim só podes ficar orgulhoso pelo teu texto, eu gostei bastante. Agora venha o inspector Max eheh

Comentar post