.mais sobre o GFACR

.pesquisar

 

.Setembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Batata Quente - Bernardo ...

. Corridas Com Cheiro a Sam...

. Batata Quente - Alberto C...

. Batata Quente -César Nova...

. Batata Quente - Bernardo ...

. Batata Quente - Luís Palh...

. Batata Quente - Tiago Rib...

. Batata Quente - Francisco...

. Batata Quente - Francisco...

. Batata Quente - Guilherme...

.arquivos

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Novembro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds

Sábado, 7 de Outubro de 2006

Batata Quente - Paulino Reis

Meus amigos, 


Desde já agradeço ao Sr. Tó Abrantes, a oportunidade de me exprimir no blog do grupo. 


A minha experiência de grupo é curta, e ainda por cima peca por elevados períodos de ausência. Certamente que poucas pessoas do grupo podem dizer que me conhecem bem. Mas como o Tó e o Ricardo escreveram, por vezes torna-se complicado estar mais tempo presente, se bem que faço sempre de tudo para estar presente. Não posso dizer que são sacrifícios, porque é por gosto e prazer. Acima de tudo, como já pude dizer em alguns recursos, gosto de estar com todos vocês, nos momentos, que antecedem as corridas, que se vive nas trincheiras, apesar de os viver poucas vezes, os momentos de convívio, etc. 


É impressionante, como se consegue unir um tão variado conjunto de feitios e personalidades em torno de um objectivo, um sentimento, uma forma de estar, é difícil de explicar, sempre com amizade entrega e disponibilidade de todos. É fantástico. 


Contem comigo para o que precisarem. Óscar e Vinhais, eu sei que a iniciativa tem de partir sempre de mim, mas em algum momento que esteja mais distraído, agradeço que apertem comigo, que por vezes também é bom ser picado. Por vezes sou demasiado passivo mas estou decidido a mostrar que tenho raça de forcado do grupo das caldas, e tem de ser já para o ano. 


Para época que aí vem, espero que não hajam lesões e que os sucessos sejam muitos. Porque do pouco tempo que aqui estou sempre me habituei, corra como correr, o grupo sai de praça sempre de cabeça erguida. 


Rapaziada que está magoada, recuperem depressa. 


Não poderia deixar de dar um grande abraço ao Ricardo pela paciência, disponibilidade que ele tem comigo.  


Quero agradecer ao Ricardo, Óscar e Tó, por me terem trazido para este enorme grupo. 


Para terminar um grande abraço a todos, as garrafas do precioso néctar ficam para o próximo jantar. 


Passo a batata quente a um grande amigo, que é um exemplo, que já muito me ensinou neste grupo e ainda vai ensinar, Óscar Carvalho.


Abraço a todos, Paulino Reis

publicado por cid às 13:08

link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Ricardo Rodrigues a 23 de Outubro de 2006 às 11:52
Grande Paulino.
Gosto de ver que continuas com a vontade necessária para atigir os objectivos no grupo e na vida. Continua ainda com mais garra! Podes contar comigo para te apoiar no que for preciso.
Abraço
De Nuno Vinhais a 9 de Outubro de 2006 às 18:58
Paulino, só te posso desejar muita sorte para este ano e queconsigas demonstrar o teu valor. As oportunidadessão escassas e é preciso trabalhar muito para as merecer e depois agarrar! Grande abraço
De bernardo mendia a 9 de Outubro de 2006 às 11:41
Grande Paulino, a vontade é o principal para se cá andar e se a tens é nos treinos deste ano que tens de demonstrá-la. Força para este ano e um grande abraço, Bernardo Mendia
De Oscar Carvalho a 9 de Outubro de 2006 às 10:21
Paulino desde já te agradeço a batata quente, mas retiro do teu texto uma expressão extremamente importante "..Não posso dizer que são sacrifícios, porque é por gosto e prazer..". Tudo o que é feito com gosto não pode ser considerado sacrificio quanto muito um esforço acrescido mas nunca sacrificio. Paulino um abraço e pró ano vai ser a BOMBAR!!!!!!!!!!!

Comentar post