.mais sobre o GFACR

.pesquisar

 

.Setembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Batata Quente - Bernardo ...

. Corridas Com Cheiro a Sam...

. Batata Quente - Alberto C...

. Batata Quente -César Nova...

. Batata Quente - Bernardo ...

. Batata Quente - Luís Palh...

. Batata Quente - Tiago Rib...

. Batata Quente - Francisco...

. Batata Quente - Francisco...

. Batata Quente - Guilherme...

.arquivos

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Novembro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds

Quinta-feira, 13 de Outubro de 2005

"Batata Quente" - Luís Miranda

Meus amigos,


 


Por acaso não sei se acho muita piada a esta história de o Rebelo me ter passado a “Batata Quente”... Mas já que passou só me resta cumprir o meu papel e escrever o que me compete para o nosso blog (nada que nunca tivesse feito..) e depois descansar um pouco pois só, no mínimo, daqui a 10 semanas é que volto a escrever...


 


Como é óbvio tenho de começar por falar na época que tivemos.. Devo confessar que foi completamente diferente daquilo que eu estava à espera, mas foi, apesar de todos as lesões e problemas (ou talvez mesmo por causa delas..), a que me deu mais gozo fazer...


 


Digo-vos que me deu gozo não porque tivesse achado alguma piada a qualquer das lesões que muitos dos elementos do nosso Grupo sofreram mas sim porque todos estes problemas nos obrigaram a enfrentar as dificuldades, tanto na praça como fora dela, e, tenho a certeza, a crescer como pessoas, como forcados e como Grupo...


 


Em relação às nossas corridas acho que realmente estivemos muito bem em todas, havendo com certeza em cada uma pormenores que poderiam ter corrido melhor, mas isso parte também da fasquia em que nos encontramos e desta coisa que nos caracteriza de querermos ser sempre melhores....


 


No entanto quando falo nesta época tenho de destacar várias pessoas: o Salvador, pelo seu empenho; o Tiago Ribeiro, pelo seu espírito e progressão; o Neto, pela calma e à-vontade como agarrou as oportunidades que teve; o Cid, pelo seu entusiasmo contagiante e pelas oportunidades merecidas que teve; o Guia, pelo salto que deu como forcado; o Rebelo e o Òscar, pelos “toirinhos” que pegaram; o Alonso, pelos toiros que pegou e por aqueles que ficaram por pegar; o Fred Casimiro, pela sua grande atitude; o Serrenho, pelo seu ENORME exemplo; e o Francisco Calado pela excelente liderança que demonstrou ao longo de toda a època...


 


As oportunidades que muitos forcados tiveram e a forma como as agarraram faz-me já estar ansioso pelo início dos treinos... Quero ver os “velhos” a mostrar porque são eles os “titulares” e os “novos” a tentarem guardar os lugares que conquistaram este ano.. Vai ser lindo!!! E eu garanto-vos que não vou facilitar...


 


Outro aspecto que queria referir é a cada vez maior necessidade de o GFACR se afirmar não só pela forma como pega toiros mas também por aquilo que faz para se promover, promover a Festa Brava, a tradição dos toiros e dos forcados e a sua terra...


 


Todos sabemos que hoje em dia o simples facto pegar bem não chega para ter corridas e, excepto alguns “iluminados”, toda a gente valoriza bastante toda a capacidade de mobilização e serviço à Festa Brava que qualquer grupo de forcados tenha... Até porque, e confesso-vos aqui o meu receio, se nada de positivo se fizer dentro de não muitos anos não haverá corridas de toiros para ninguém...


 


È de facto uma realidade de que nos temos de mentalizar e tentar trabalhar para que o nosso Grupo, e também a Festa Brava, ganhem cada vez maior visibilidade... Sei que muito temos feito (as garrafas, o site, o folheto..) mas poderíamos fazer muito mais principalmente se TODOS se empenharem...


 


Vocês não calculam a satisfação que foi para mim ter sido escolhido para pegar aquele toiro na Nazaré... Foi simplesmente surreal... E apesar de ter feito um série de erros (eu sei bem que não foi uma grande pega...) este ano vou estar a 800% nos treinos até porque em 2006 abre o Campo Pequeno e eu sempre fui daqueles que apoiou a lógica de que um forcado deve sempre pegar na sua terra...


 


Acho que já disse bastante e com a satisfação de poder descansar por, pelo menos, 10 semanas passo a “Batata Quente” a um “velhote” que deve ter coisas bem interessantes a dizer e que eu gostaria muito de ler..   Nuno Serrenho, a “Batata Quente” é tua!!!


 


Abraço a todos

publicado por cid às 17:03

link do post | comentar | favorito
|
8 comentários:
De Daniel Pedro a 19 de Outubro de 2005 às 17:43
Grande Miranda, como já foi dito aqui nos comentários, tens de facto uma grande virtude enquanto "produtor/escritor" do blog! Consegues escrever textos que revelam muitos sentimentos e sobretudo consegues dar uma enorme moral para aqueles que precisam... Acredita que tanto o teu toiro como o do Cid já eram mais que merecidos! Estiveste muito bem e não te preocupes se a pega foi mais ou menos vistosa... não é isso que interessa! O que conta é a atitude, e essa não falta nem nunca vai faltar no nosso grupo!!! Viva ao GFACR!
De Pedro Leite a 18 de Outubro de 2005 às 18:05

Grande Miranda...nem mais.Só agora é que consegui ler o teu texto e de facto dá gosto ler os teus textos. Aproveito apenas para te dizer que não foi de facto uma grande pega.......
estava a brincar, foi concerteza uma boa pega que te deu muito prazer e que me deu também muito prazer assistir. Realmente merecias aquele toiro pela época "enorme" que tiveste.

Aquele abraço

De Cid a 14 de Outubro de 2005 às 15:12
Aí tá.... Este gigante não pára de surpreender. Como se leu, n está tudo dito, nem de longe nam de perto... Cada um tem o seu lado de ver as coisas e é sempre bom saber a maneira como cada um viu esta temporada e não só. O Miranda, como já foi dito, é um forcado k esteve em quase todos os toiros da temporada, sempre tigríssimo e com uma enorme noção do k faz e do k os outros fazem. É o primeiro a conseguir dizer k esteve mal quando esteve menos bem, sem nunca se por em bicos dos pés para ser visto. Obrigado Miranda pelas palavras e pelo forcado e amigo k és.
De Francisco R Andrade a 14 de Outubro de 2005 às 13:54
Grande Miranda, ainda bem que te mandei a batata quente. Sabe sempre bem ler o que escreves. Isto também para dizer que podemos todos ir escrevendo qq coisa mesmo que n tenhamos a batata quente. Grande abraço a todos.
De Joo Santa Marta a 14 de Outubro de 2005 às 12:56
Miranda, mais uma vez escreveste um texto que dá gosto ler. Também sou da opinião que devemos divulgar mais o nosso Grupo. Em relação à tua prestação de este ano só tenho a dizer que foste enorme tanto dentro como fora da praça(e bem merecida). Um grande abraço
De Nuno Vinhais a 13 de Outubro de 2005 às 18:59
Miranda, mostraste mais uma vez o porquê de seres o Zé do Blog.
Gostei muito do teu texto, das análises que fizeste (internas ao grupo e externas), mas o que eu gostei sinceramente foi da tua época!!
Espero que continues a evoluir como o fizeste desde o momento que entraste no grupo. Como forcado dentro de praça e como forcado fora de praça...
PS: Escolheste muito bem a Batata Quente ;)
Grande abraço
De bernardo Mendia a 13 de Outubro de 2005 às 18:25
Grande Miranda,
belo comentário, muito oportuno e acertado lembrares que a defesa da festa passa mais pelo que fazemos fora de praça. O nosso Grupo tem estado enorme na promoção da aficion. Mas - claro - lá dentro é que queremos andar todos a partir a loiça Parabéns pelo texto e pela época!!
Aproveito tb para lembrar os mais incautos que quem n entregar o texto da batata quente até quinta-feira da respectiva semana para que foi designado fica em dívida de géneros (vulgo 2 garrafas de Whiski) para com o grupo, conforme acordado no célebre manjar em casa do Titiboy
Abraços
De Nuno Serrenho a 13 de Outubro de 2005 às 17:36
Caro Miranda,

Desde já agradeço as tuas simpáticas palavras (embora exageradas!), no entanto o verdadeiro agradecimento vai para o facto de não te esqueceres de passar a batata para mim, mais uma vez OBRIGADO! de facto tempo é coisa que não me falta... para escrever.

É obvio que para questões relacionadas com o nosso GRUPO consegue-se SEMPRE “arranjar” tempo e vontade, por isso prometo que dentro de alguns dias terão umas palavrinhas...

Grande Abraço para TODOS!!

NS

Comentar post