.mais sobre o GFACR

.pesquisar

 

.Setembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Batata Quente - Bernardo ...

. Corridas Com Cheiro a Sam...

. Batata Quente - Alberto C...

. Batata Quente -César Nova...

. Batata Quente - Bernardo ...

. Batata Quente - Luís Palh...

. Batata Quente - Tiago Rib...

. Batata Quente - Francisco...

. Batata Quente - Francisco...

. Batata Quente - Guilherme...

.arquivos

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Novembro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds

Segunda-feira, 25 de Setembro de 2006

Batata Quente - António Abrantes

Caros Amigos,

Em primeiro lugar quero agradecer ao meu amigo Ricardo (invesicula para os amigos), a oportunidade de escrever neste espaço que eu prezo bastante (a par do site e dos mails), uma vez que dado o meu distanciamento (físico), me ajuda a estar por dentro do que se vai passando no grupo.


Apesar de crer que já é do conhecimento geral, quero aproveitar esta batata para antes de mais pedir desculpa pelo facto de ainda não ter comunicado a todos a minha decisão de deixar de pegar. De facto esta decisão foi transmitida por altura da Assembleia, ao Francisco Calado, ao Óscar e ao Vinhais, e era minha intenção comunicá-la ao resto do grupo nesse mesmo dia o que não veio a acontecer. Depois o tempo foi-se passando e por uma razão ou outra a oportunidade não surgiu.


De um modo geral posso dizer que esta decisão, prendeu-se com o facto de nesta fase da minha vida, não ter a disponibilidade que enquanto forcado no activo o grupo exige.


Após esta introdução, gostava de falar um pouco naquilo que na minha opinião é o “motor” do nosso grupo. A AMIZADE.


Os amigos, na minha vida sempre tiveram e irão ter um papel fundamental. Para mim são um factor de estabilidade e confiança ímpares e é por isso que quero uma vez mais agradecer ao meu amigo Óscar e ao meu amigo Ricardo terem-me trazido para o Grupo das Caldas.


Posso dizer que no Grupo das Caldas não só conheci grandes amigos como apurei o meu sentido de amizade.


No entanto a amizade e a maneira como eu a interpreto tem uma parte “má”. Ao colocar a fasquia da amizade nos píncaros como acontece no nosso grupo e como sempre foi meu apanágio, leva-me a criar expectativas nas pessoas, demasiado altas, o que já me proporcionou bastantes dissabores e desilusões. No entanto é minha convicção que nunca irei baixar essa mesma fasquia porque, e tenho orgulho em dizê-lo, se daqui por diante não fizer mais amizades, as que tenho neste momento preenchem-me na totalidade.


Aproveito também esta oportunidade, e no seguimento do que o Ricardo escreveu, para falar dos forcados que como eu não são das Caldas da Rainha, e dizer que no meu caso a distância que me separa do Grupo é apenas e só física e que o grupo está sempre no meu pensamento, pelo que não concordo quando por vezes se diz que certos elementos deviam passar mais tempo nas Caldas.    


Eu tenho a certeza que todos querem estar o maior tempo possível com os seus amigos, no entanto o facto de alguns viverem longe, impede-nos de estar o tempo que gostaríamos, porque é nas nossas terras que temos a nossa família, que também exige que passemos algum do nosso tempo livre com eles.


Posso dizer que durante estes últimos quatro anos, houve alturas em que me custava imenso fazer as viagens para ir ás actividades do grupo. No entanto bastava pensar que iria passar algum tempo com pessoas tão extraordinárias para que a viagem se fizesse num “click”.  


È por tudo isto que tenho orgulho em dizer que faço parte do GRUPO DE FORCADOS DAS CALDAS DA RAINHA. E com aquilo que ao longo destes anos tenho visto em relação a outros grupos, com a minha maneira de ser e de estar na vida, tenho a profunda convicção que dificilmente poderia ter pertencido a outro grupo senão o nosso.


Gostava de acabar esta minha “batatada”, dizendo que me deu muito prazer ter fardado no 15 de Agosto.


A próxima batata será de uma pessoa para quem eu em tempos fui bastante injusto, mas que mesmo assim se revelou um grande amigo, a batata é tua Paulino.


Um grande abraço a todos


Tó Abrantes (Rátátá para os amigos)

publicado por cid às 20:58

link do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De Ana Marques a 5 de Outubro de 2006 às 22:22
Parabens pela vossa temporada.Gostei muito do vosso desempenho,e apesar de perceber pouco de tauromaquia penso que o premio de melhor pega(atribuido ao grupo de Coruche),deveria ter sido entrgue ao vosso grupo(Ricardo Vasconcelos).As melhoras ao Diogo.
Ass: Ana (Vizinha do Diogo)
De Bernardo Alonso a 4 de Outubro de 2006 às 23:25
RÁTÁTÁ, é com muito orgulho que te digo que é uma honra ser teu amigo, és uma pessoa justa, sincera, honesta, verdadeira, enfim, encarnas todos os valores do nosso GFACR. Foste e és uma pessoa que serve de exemplo para os mais novos e não só,tal era a tua dedicação!! Pois para quem é das caldas, é fácil estar presente, para quem é de longe, é mais dificil, mas tu nunca falhavas!!! E é esse o meu desejo, mesmo sem te fardares a tua presente é muito importante para mim e principalmente para o grupo.
CONTINUA A DIZER PRESENTE!!! Abraço
Ps: temos que combinar ir ver o caldas vs idanhense
De Nuno Vinhais a 4 de Outubro de 2006 às 11:45
Grande (1,50m??) Tó.... Irei sempre recordar o teu sorriso sincero e a forma humilde como sempre tiveste presente no Grupo. Continua sempre que possivel a estar presente nas actividades do Grupo e passa essa humildade aos mais novos pois a tarefa de um forcado continua mesmo depois de deixar de pegar! Grande abraço
De Sal a 3 de Outubro de 2006 às 22:22
Grande RATATA... Foi com enorme prazer que dei pela primeira vez uma "primeira" justamente ao teu primeiro toiro! Quero te dar um forte abraco, dizer que sentimos a tua falta na trincheira, mas espero nunca senti-la fora dela... continua sempre com os teus amigos e podes ter a certeza que estaremos sempre contigo!
Um grande abraco!
De Oscar Carvalho a 3 de Outubro de 2006 às 16:16
Abrantes, de facto por vezes temos que tomar decisões muito dificeis, como deixar de pegar, mas o mais importante é que não deixes de acompanhar o Grupo. Esta escola deixará marcas para o resto das nossas vidas e a atitude que temos enquanto forcados activos (dentro de praça)será a mesma fora de praça nas nossas vidas, os valores que defendemos e que corajosamente demonstramos em praça serão esses mesmos valores que vamos cultivar todos os dias das nossas vidas. Demonstraste que enquanto forcado activo a distância não era desculpa para falhas e faltas, e esse esforço concerteza dava-te um gosto especial cada vez que envergavas a nossa jaqueta. Parabens pela forma simples e humilde mas de enorme entrega ao Grupo nos tempos em que te fardaste. Um abraço e Rátátá continua com os teus quites maravilha.......

Comentar post