.mais sobre o GFACR

.pesquisar

 

.Setembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Batata Quente - Bernardo ...

. Corridas Com Cheiro a Sam...

. Batata Quente - Alberto C...

. Batata Quente -César Nova...

. Batata Quente - Bernardo ...

. Batata Quente - Luís Palh...

. Batata Quente - Tiago Rib...

. Batata Quente - Francisco...

. Batata Quente - Francisco...

. Batata Quente - Guilherme...

.arquivos

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Novembro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds

Segunda-feira, 19 de Maio de 2008

Carta aberta de Francisco Rebelo de Andrade

Meus Amigos:

Queria deixar-vos a minha opinião, para podermos reflectir sobre um assunto que acho de grande importancia para o grupo.

Como todos sabem, no dia 15 de agosto, o grupo faz 15 anos. E em 15 anos de história, muitos foram os que ajudaram a construir o Grupo que temos hoje. Com este breve enquadramento vou direito ao assunto que me levou a escrever este texto.


Percebi durante a ultima corrida, que há forcados que construiram este Grupo e a quem muito o Grupo deve, que no dia 15 de agosto pretendem não se fardar. E a mim fez-me alguma confusão.

 

Confusão porque em minha opinião, o Grupo exige que os forcados mais antigos se fardem neste dia. E exige tanto mais a um forcado, quanto maior foi o papel desempenhado por ele
na história do Grupo. O curioso é que não exige o mesmo de todos. A uns exige que saltem lá para dentro e peguem o melhor que souberem os toiros que há para pegar, a outros exige que transmitam o seu conhecimento, a uns exige que simplesmente estejam. A todos porém o grupo exige compromisso, e o compromisso é para a vida.

 

Eu sei que enquanto forcado não vou pegar toiros para sempre, mas o compromisso não
deixa de ser o mesmo. O que muda é o modo como vamos honrando esse compromisso.


Queria com este meu comentário, transmitir a todos os forcados mais velhos, a alegria que foi poder fardar-me com alguns de vocês, o quanto me ensinaram e o quanto este nosso Grupo vos deve.

 

Queria transmitir-vos que tenho ansiado por esta corrida nas Caldas para novamente vos ver fardados. Sei que para muitos, é dificil estar fardado sabendo que lá no fundo do coração, não estão disponiveis para saltar a trincheira, mas essa é a vossa cruz. É um sacrificio que têm de aguentar. Porque como sempre me ensinaram, pé que vai à frente nunca volta a trás.

 

E quem escolhe ser forcado é forcado toda a vida.

Um grande abraço

Francisco Rebelo de Andrade

publicado por osmaioresdisparates às 13:26

link do post | comentar | favorito
|
7 comentários:
De Nuno Vinhais a 19 de Maio de 2008 às 18:03
Francisco, com as tuas palavras descreveste o que é ser forcado do G.F.A.C.R . Com todo o respeito que tenho pela opinião de cada um, não posso estar mais de acordo contigo e não querendo impor nada a ninguém como Cabo, só posso manifestar a minha opinião como amigo, que é de ter o maior prazer em ver aqueles forcados que me ensinaram a ser forcado, fardados no dia em que o Grupo comemora os seus 15 anos...
De Zé Nights a 19 de Maio de 2008 às 18:15
Boas palavras Francisco.......´Ainda bem que voltou-se a utilizar o blog......N devias passar a Batata a alguem? , já q estas a dobrar o roket..... (Que tal um antigo menbro?)Abraços
De Frederico Casimiro a 20 de Maio de 2008 às 00:43
Francisco, é sempre bom e importante ouvir palavras como as tuas, principalmente por exprimires uma opinião da qual partilho e que tenho orgulho nisso. Isso só significa que temos o mesmo pensamento e defendemos os mesmos valores, assim como todos os forcados do nosso grupo. Quanto ao repto lançado pelo nosso AMIGO Nuno Vinhais, a mim apenas me resta dizer: PRESENTE com todo o orgulho de poder estar fardado ao vosso lado e voltar a envergar a jaqueta do Grupo de Forcados Amadores de Caldas da Rainha. Uma vez forcado, sempre forcado.
Um grande abraço, Fred.
De Ricardo Rodrigues a 20 de Maio de 2008 às 11:02
Francisco,
Concordo totalmente com as tuas palavras. Realmente cada um sabe de si mas cabe-nos a nós, rapaziada mais nova, expressar os sentimentos que temos em relação a esta situação e eu não posso negar que sempre me senti muito orgulhoso de ter os mais velhos fardados ao meu lado.
Por outro lado, se temos uma forte união fora de praça, onde os mais velhos e mais novos convivem de forma saudável, essa imagem deve passar para aqueles que não têm uma ligação tão próxima com o nosso grupo. E a melhor forma de mostrar isso é termos o maior numero de elementos fardados no NOSSO 15 de Agosto..

Abraço a todos.
De Nuno Gonçalves Morgado a 20 de Maio de 2008 às 11:20
Grande Francisco,

Como sempre gostei muito das tuas palavras e penso que tens razão. Lá vou ter que ver se os calções me servem.

Intervenções como esta revelam detalhes de importância grande que por si só, valorizam e engrandecem o nosso Grupo. Se Deus quiser, lá nos encontramos fardados no 15 de Agosto.

Caros amigos que já não se fardam como eu,

Vamos encher a arena da praça de Caldas da Rainha nas cortesias e a trincheira durante a corrida, e assim voltar a ter o prazer único e insubstituível de estarmos juntos, com a nossa jaqueta vestida.

Um grande abraço,

_____________________
Nuno Gonçalves Morgado

De Henrique Frazão a 21 de Maio de 2008 às 00:55
Percebo te na perfeição, e eu faço questão de estar presente de corpo, alma e coração.
Mas, ser grande...ser forcado.. é também respeitar as opiniões e decisões dos outros, sem que mereça reflexões sobre aqueles que legitimamente não pretendem fardar.
Grande abraço
De Miranda a 21 de Maio de 2008 às 19:32
Grande Francisco,
Gostei muito das tuas palavras mas tenho que te dizer 2 coisas:
1. Adorava ver ao meu lado fardados muitos que já escolheram deixar de se fardar pelo GFACR. È sempre um prazer estar ao lado dos meus amigos
2. Ainda bem que, Deus queira, ainda estou à disposição do Cabo para fardar neste 15 de Agosto pois quando tomar a minha decisão de entregar a jaqueta será definitiva. A partir daí a farda fica arrumada lá no armário... Enquanto me fardar é a 500% mas quando não tiver condições para saltar a trincheira "lá para dentro" passo a ver as corridas na bancada...
È uma situação muito pessoal e cada um tem o seu ponto de vista mas agradeço sinceramente teres aberto a reflexão e dado mais "profundidade" a este blog.
Grande abraço
Miranda

Comentar post