.mais sobre o GFACR

.pesquisar

 

.Setembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Batata Quente - Bernardo ...

. Corridas Com Cheiro a Sam...

. Batata Quente - Alberto C...

. Batata Quente -César Nova...

. Batata Quente - Bernardo ...

. Batata Quente - Luís Palh...

. Batata Quente - Tiago Rib...

. Batata Quente - Francisco...

. Batata Quente - Francisco...

. Batata Quente - Guilherme...

.arquivos

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Novembro 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds

Sexta-feira, 17 de Fevereiro de 2006

Batata Quente - António Neto

Gostava de agradecer ao nosso amigo Salvador, o facto de me ter dado oportunidade de de transmitir a todos umas palavras que vão no meu coração há já algum tempo (muito poucas) e de mostrar a todos o quanto eu não tenho jeito para escrever…

Em primeiro lugar, gostava de aproveitar esta Batatona para anunciar mais uma vez, a certos amigos meus, tais como o Miranda, que dia 9 de Setembro de 2006 VOU SER UM HOMEM CASADO. É um bocado sobre este meu GRANDE passo, talvez maior que a perna, que vos quero falar.


Por vezes encontro-me a olhar para trás e a pensar que a vida dá mesmo muitas voltas. Entrei na faculdade Católica, por engano, quando tinha 18 anos e vinha de um mundo completamente diferente do qual com que me deparo hoje. Comecei a jogar rugby na Católica, onde encontrei aqueles que viriam a ser grandes amigos meus. Foi por esta altura que vi pela primeira vez a que viria a ser a mulher da minha vida. Estava ela na sala dos computadores da faculdade, ao lado do Bernardo e ao qual eu, por sorte, não perguntei quem era a bifa, felizmente lembrei-me de perguntar antes ao João Cabral... Nunca mais a vi se não daí a um ano. Ela só me viu passado dois… (é loira...).


Pela mão do Bernardo vim para o GRUPO DE FORCADOS AMADORES DE CALDAS DA RAÌNHA, o qual me acolheu de braços abertos e de forma incondicional, apesar dos meus grandes defeitos. Foi aqui que eu comecei a perceber que a vida tinha um significado maior do que o que eu sentia na altura. Foi com este grupo de amigos que eu felizmente sinto como um acréscimo da minha família de sangue, que a minha vida começou a tomar um rumo mais responsável e melhor. Garantidamente, as nossas vivências e o que delas aprendi equivalem a 4 vezes mais do que aprenderia em 10 anos de faculdade (está quase lá) e com os meus colegas da Católica. Muitos julgarão que o nosso grupo de forcados em pouco altera a personalidade de uma pessoa, mas enganam-se e eu sou prova viva disso. Estando longe da perfeição como homem, vocês têm-me ajudado a estar cada vez menos distante. O fazer parte de um grupo de amigos que por acaso pega toiros e que tem um modo de estar e viver as situações sempre de frente levou-me a alterar a minha conduta e determinação, até nas situações mais banais.


Quando vejo em praça forcados como os que o nosso grupo tem, a pegar toiros, com a determinação que se vê e a saírem de praça com uma humildade enorme, isto toca-me directamente no coração e leva-me a pensar no significado das coisas. Haverá arrogância e presunção entre uma verdadeira família? NÃO, de certeza que NÃO HÁ e só assim percebo que forcadões como nós temos, saiam das pegas e olhem para mim e eu sinta que eles me dizem :TU TAMBÉM CONSEGUES. Esta força que nos é transmitida, reflecte-se em vários aspectos da nossa vida.


Antes de entrar para esta Família, o compromisso para mim, não era mais do que tentar chegar a horas  a casa dos meus amigos para irmos sair a noite… Vocês na altura certa entraram na minha vida, e levaram-me  a comprometer-me com uma causa maior… Com a nossa Família. É por isso, que eu vos serei eternamente grato, pelas vezes que me chamaram à razão, pelas vezes que me apoiaram primeiro e perguntaram depois, mas acima de tudo pelos alicerces que me deram para a vida toda. Estes sim, foram importantes… Com isto, eu não quero dizer que me vou casar por vossa causa, mas sim pelo que vocês me incutiram em tão pouco tempo.


Aproveito  também para dizer-vos que quero continuar a pegar ao vosso lado, muitos e bons anos, e tal como o Egrejas costuma dizer, que venha BOMB’ I LENHA, ao vosso lado que é onde eu me sinto bem…


A Batata Quente, vai como não podia deixar de ser, para o meu grande amigo e futuro padrinho de casamento, Bernardo  Mendia, que este ano vai estar lá dentro connosco e tem sempre umas palavras a dizer…



Acabo com uma grande noticia para vocês, pois apesar de não me ter atrasado a escrever este curto texto, é com muito prazer que levo para a ferra do dia 4, duas garrafas de whisky…



Grande abraço,



E pelo G.F.A.C.R. Venha Vinho, Venha Vinho, Venha Vinho.


António Carvalho Neto

publicado por cid às 13:39

link do post | comentar | favorito
|
9 comentários:
De Marco a 2 de Março de 2006 às 17:13
Muito bem Grande Neto até me impressionaste pela positiva. Espero que estejas connosco durante muito tempo e claro com a Joana, sorte, felicidades e muitos parabens, um abraço.
De Nuno Morgado a 21 de Fevereiro de 2006 às 22:26
Grande Neto,

Este Grupo foi pensado e criado para que os elementos que nele se integram o sintam como tu aqui revelaste senti-lo. Deu, dá e dará muito trabalho. A todos nos compete assegurar, como tu tens assegurado, preservá-lo, genuíno. Foi com grande satisfação que li o teu texto. Quanto a essa decisão que tomaram, tu e a tua noiva, a qual é simplesmente a decisão número um em importância na vida, o que tenho a dizer é que vos desejo mais felicidades do que aquelas que conseguem imaginar. Um grande abraço, Nuno Morgado
De Francisco Calado a 21 de Fevereiro de 2006 às 17:34
Gostei muito do teu texto Neto, pois vens fazer referência à forma como sentes o Grupo, a nossa família, não a de sangue, mas a que nós sentimos, também, como família. Depois de ler o teu texto gostava de te dizer que uma família é composta por todos os seus elementos e como tal se nós temos este espírito é porque tu, com os anos de Grupo que já tens, também te esforças por manter estes princípios e respeito que tanto gostaste de sentir no início, e que agora te esforças para que outros mais novos possam viver esses sentimentos que nos ajudam a formar a nossa personalidade. Os meus parabéns, uma vez mais, pelo teu casamento, falando a voz da experiência é um grande passo mas não é maior que a perna, um grande abraço
De David e Joo a 21 de Fevereiro de 2006 às 09:29
António queremos desde ja prestar todo o nosso agradecimento pela pessoa impecável que és e pela simplicidade e avontade que tens de comunicaçao com todos. Felicidades.
Neto és TUDO!
Grande abraço, David e João.
De Daniel Pedro a 20 de Fevereiro de 2006 às 11:03
Grande Neto, é com muita satisfação e alegria que recebo esta boa noticia! Desejo as maiores felicidades para ti e para a Joana! De facto gostei muito de ler o teu texto e o Vinhais já disse e muito bem que ninguém é perfeito... o importante é superar os defeitos com as nossas virtudes! És muito importante no grupo... especialmente com o corte à tigela!!! Eheheh, tou a brincar! Grande abraço e parabéns!
De Sal a 20 de Fevereiro de 2006 às 10:59
Maricas, como já era de esperar, não me desiludiste com o teu texto. Mostraste aqui mais uma vez a tua maneira de sentir e viver o Grupo, maneira essa que é muitissimo parecida com a minha, talvez por isso te tenhas tornado um dos meus melhores amigos!... Desejo-te as maiores das felicidades no casamento, com a certeza de que a unica dor de cabeça que vais ter, vai ser a familia Mendia, que a começar pelo Bernardo vão te esmifrar...he...he... Um grande abraço! Sal
De Nuno Vinhais a 18 de Fevereiro de 2006 às 13:52
António, é com imensa alegria que te vejo a dar o passo em frente para casar. É um momento muito especial, por isso, desejo para ti e para a Joana as maiores felicidades. Defeitos temos todos, e eu sei que as tua virtudes superam em grande escala qualquer pequeno defeito que possas ter. Pela tua personalidade e maneira de estar, o Grupo conta contigo a 110% dentro e fora de praça. Abraço
De Bernardo Mendia a 17 de Fevereiro de 2006 às 23:49
Vocês não se deixem enganar que ele não sabe mesmo escrever - o conteúdo do texto é que é bom e até passa despercebido o analfabeto que está por trás. Ainda para mais, o sacana foi jantar a minha casa hoje e nem se chibou que me tinha passado a batata, quando eu até lhe perguntei se já tinha entregue o texto. Mas pronto, o cunhado perdoa que o coração é grande eheheheheheheheheh!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
De Miranda a 17 de Fevereiro de 2006 às 13:51
Grande Neto, habitualmente costumo reservar os meus comentários para uns dias após a publicação do texto no blog (é uma mania como outra qualquer...) mas desta vez quis mesmo ser o primeiro a dar-te os parabéns. Queria dar-te os parabéns por várias razões por várias razões: 1º Como é óbvio, pelo teu casamento. Finalmente anuncias que te vais casar (apesar de isso já ser assunto há muito tempo) e não podia deixar de te desejar muitas felicidades a ti e à Joana (diga-se uma rapariga impecável e muito mais do que aquilo que tu mereces...) 2º Pelo teu texto. Para quem não sabe escrever não te saíste mesmo nada mal... Gostei muito... 3º Pela forma como decidiste abrir o teu coração de pedra com todos 4º Pelo forcado, pela pessoa (apesar de algumas arestas por limar...) e principalmente pelo amigo que és.... E 5º, e ultimo, por decidires chegares-te à frente com 2 garrafinhas de whisky.... Grande abraço

Comentar post